Roupa de trabalho: o que vestir de acordo com o grau de formalidade da empresa

Roupa de trabalho: o que vestir de acordo com o grau de formalidade da empresa

Saber escolher bem a roupa para trabalhar é de grande relevância, pois é muito importante estar vestida adequadamente ao ambiente de trabalho e cuidar da imagem profissional.

Todos temos um estilo pessoal, contudo o ambiente corporativo tem as suas próprias regras e o seu modo de vestir tem de estar compatível com essas regras.

– Invista em peças intemporais, indispensáveis no guarda roupa. São peças que não saem de moda e pode investir em peças de maior qualidade para que durem mais. Camisas brancas, saia lápis, calças de alfaiataria e blazer em cores neutras (preto, cinzento, azul marinho, camel, bordeaux) que combinam bem com muitas outras peças.

– Vista-se de acordo com a sua função:

Se trabalha directamente com o público, o look deve ser bastante formal, uma vez que está a representar a empresa. Se o seu trabalho não exige tanta formalidade, pode usar peças mais casuais, mas deve haver sempre bom senso para não correr o risco de que a sua imagem não seja muito profissional e, assim, não transmita credibilidade ao seu cliente.

– Seja tão formal quanto a sua empresa:

Se a sua empresa é muito formal as melhores escolhas são modelos clássicos e elegantes em cores neutras lisos ou em risca, de corte estruturado. Sapatos fechados, de preferência com salto médio e cores neutras. Carteiras estruturadas de couro e cores neutras. Acessórios clássicos e discretos.

Se a sua empresa é formal o ambiente é menos rígido, São admitidos “tailleurs” em tons médios ou escuros em tecidos lisos, risca de giz ou tecidos com texturas discretas de corte estruturado. O corte pode ser um pouco mais moderno, com alguns detalhes de moda. As camisas podem ser “menos sérias” e são permitidos estampados sóbrios. Sapatos fechados de preferência de salto. Acessórios discretos.

Se trabalha numa empresa semi formal tem de ter em conta o seu cargo e a área em que trabalha. Contudo já é permitido acrescentar um pouco de criatividade à imagem. Pode usar jeans (de lavagem escura) conjugados com uma camisa ou um blazer. Se usar umas calças de alfaiataria pode conjugar com uma camisa estampada ou mais colorida. Os conjuntos podem ser em tecidos menos estruturados, os cortes mais modernos e leves. As carteiras podem ser de materiais flexíveis e em cores variadas e os sapatos ainda devem ser fechados mas podem ser sem salto, “mocassins” ou sabrinas. Os acessórios podem ser mais vistosos dando um toque de cor ao visual.

Em empresas, cargos e áreas mais casuais é permitida uma maior influência da moda e um pouco de criatividade. Mas é necessário nunca deixar de ter uma imagem profissional para não parecer “desleixado”. Os acessórios podem ser maiores e mais coloridos. As carteiras e os sapatos podem ser mais do seu estilo pessoal.

O que deve em qualquer tipo de formalidade e ambiente evitar:

Roupas muito justas e transparentes. Decotes pronunciados e saias demasiado curtas são itens não adequados para uma imagem profissional. São também de evitar acessórios muito chamativos, maquilhagem exagerada e unhas de cores muito fortes.

Independentemente da sua carreira e do grau de formalidade da sua empresa, quando se veste para o trabalho é importante um certo nível de refinamento para uma imagem profissional.

 

Artigo originalmente publicado no Jornal Nordeste

No Comments

Leave a Comment